Ainda pensando para onde viajar nas próximas férias? Uma dica: não precisa ir longe para conhecer lugares incríveis! A América do Sul possui riquezas excepcionais, paisagens tão diversas quanto você pode imaginar. E não, não estamos falando só de praia. O nosso continente é tão rico e diversificado que você não precisa ir para Europa para esquiar ou à África para conhecer o deserto. Os nossos vizinhos abrigam tesouros naturais e culturais, cenários únicos, disputados por turistas de todo o planeta!

E não é só isso. Além das inúmeras belezas e atrações que nossos hermanos têm a oferecer, viajar pela América do Sul tem uma vantagem em particular: o seu dinheiro rende mais. Sem necessidade de visto ou passaporte, confira 7 destinos (e motivos!) para planejar as férias de 2019 na América do Sul.

1.   Buenos Aires

Não é necessário ir até a Europa para aproveitar o inverno como também não é preciso sair da América do Sul para sentir o charme europeu. Para ambos os casos, temos a Argentina! Buenos Aires, a capital mais europeia do continente sul-americano, é um destino que reúne cultura, gastronomia, entretenimento e futebol. A cidade é um charme só, com muitas praças e áreas arborizadas, centenas de museus, galerias, teatros e livrarias. Buenos Aires é conhecida como reduto da moda, com destaque para artigos de couro. A casa do Papa Francisco também tem tradição no futebol e é reconhecida por ser um excelente centro de compras.

2.   Mendoza

No oeste argentino, próximo à fronteira com o Chile, Mendoza é o reduto do vinho e da neve. Uma das maiores e mais antigas cidades argentinas, Mendoza está numa região desértica, agraciada pelo sol durante a maior parte do ano. Adornada pela Cordilheira dos Andes, a região concentra mais de 1.200 vinícolas, respondendo por 80% da produção de vinhos do país. Engana-se quem pensa que Mendoza é um destino só para amantes dos vinhos. No inverno, a cidade combina a tradição viticultora à outra atração especial: a neve. A “terra do sol e do bom vinho” atrai visitantes em busca de aventuras geladas ou simplesmente descanso em uma das várias estações de esqui no entorno na cidade. Las Leñas é considerada uma das estações mais altas e importantes da Argentina.

3.   Santiago

A encantadora Santiago já chama atenção antes mesmo do viajante aterrissar. Situada aos pés da Cordilheira dos Andes, a capital chilena consegue unir o moderno ao tradicional com sua elegância única. Pontos históricos junto a edifícios com arquitetura futurista, os característicos cerros, museus, parques e áreas de compras. Santiago é uma metrópole cosmopolita e vibrante, com uma gastronomia reconhecida pelo uso de frutos do mar. Igualmente, pela boemia particular do bairro Bella Vista. A casa do poeta Pablo Neruda conta com diversas estações de esqui próximas à cidade, além dos famosos balneários chilenos como Viña del Mar.

4.   Montevidéu

Do outro lado do Rio da Prata, Montevidéu, por vezes, é comparada à Buenos Aires. A capital uruguaia conserva o mesmo ar europeu dos vizinhos, com a tranquila autenticidade de uma cidade pequena. Com pouco mais de 1,3 milhão de habitantes, Montevidéu é menor do que a capital argentina e tão moderna quanto muitas capitais europeias. Um passeio de fim de tarde pela Rambla evidencia a qualidade de vida dos habitantes da mais jovem capital da América do Sul. Limpa, organizada, animada e extremamente cultural, Montevidéu é considerada a capital ibero-americana da cultura, tamanha a diversidade de atrações culturais e atividades artísticas.

5.   Lima

O Peru é um destino conhecido no mundo inteiro por seu legado histórico. Se, à primeira vista, Lima aparenta ser um caos, logo o viajante descobre que a maior e mais populosa cidade peruana é um centro moderno em meio à tradição. Declarado pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade, o Centro Histórico de Lima é extremamente preservado, com sua rica arquitetura colonial espanhola.  O contraste fica pelas cores e a agitação da cidade, com seus quase 9 milhões de habitantes. Miraflores é um exemplo da aura cosmopolita de Lima junto ao Barranco, bairro boêmio conhecido pela famosa “Ponte dos Suspiros”.

6.   Cusco

A cidade que mais recebe visitantes no Peru tem 300 mil habitantes, e uma história que remonta a séculos passados. Antiga capital do império Inca, Cusco é pequena perto à sua capacidade e aparato turístico. A 3.400 metros acima do nível do mar, a cidade agrega ruínas Incas a construções coloniais barrocas. Caminhar pelas ruas e becos de pedras é presenciar marcos importantes da história latina americana. Declarada Patrimônio Histórico da Humanidade, Cusco é a porta de entrada para uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno:

7.   Machu Picchu

A “Cidade Perdida dos Incas” é o principal atrativo do Peru como e uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno. A cidadela Inca, erguida no alto da montanha de nome Machu Picchu, é um santuário religioso, astronômico e agrícola do maior império que já existiu na América do Sul. Cheia de história e misticismo, a Montanha Velha (significado de Machu Picchu em quéchua) é considerada um dos três centros de energia da terra. Redescoberta em 1911 pelo pesquisador americano Hiram Bingham, Machu Picchu continua a impressionar viajantes do mundo inteiro 108 anos depois.

 

Conheça as maravilhas da América do Sul com a Vai Pro Mundo! Montamos roteiros personalizados para você viver uma experiência autêntica em qualquer lugar do mundo.

Converse com os nossos agentes e Vai Pro Mundo!