Os holandeses têm um longo e renomado histórico quando se trata de pinturas. Alguns dos principais nomes do mundo nessa arte têm nacionalidade holandesa. Como Vincent Van Gogh, Rembrandt Van Rijn, Johannes Vermeer, entre outros. Isso explica a impressionante lista de galerias e museus espelhados por todo o país. Por isso, quando estiver na Holanda, principalmente na capital, não deixe de conhecer os museus de Amsterdã!

Depois de apreciar iguarias nos incríveis restaurantes e cafés da cidade, dirija-se aos melhores museus para entender e sentir porque eles são tão famosos em todo o mundo. Veja a lista que preparamos:

Rijksmuseum

Este museu possui desde esculturas antigas e móveis artesanais a um avião real no último andar. Na Galeria de Honra, você pode ver obras de Johannes Vermeer e Frans Hals. Além da pintura seminal de Rembrandt, “A Ronda Noturna”.

Museu Stedelijk

É um museu de arte moderna que abriga mais de 90.000 peças de vários estilos. Além de suas exposições rotativas únicas e instigantes, a Stedelijk Base apresenta alguns dos maiores sucessos da arte moderna. Incluindo Picasso, Koons, Lichtenstein e outros.

Museu Ons ‘Lieve Heer op Solder

Está localizado no sótão de uma antiga casa que virou museu. Preservada para mostrar aos visitantes como era um típico lar holandês do século XVII. Uma das principais atrações do lugar é uma bela igreja católica escondida, de onde é possível ter uma vista espetacular do centro da cidade.

Frequentar esse museu é uma lição sobre a história de Amsterdã de um jeito diferente. Isso porque, por lei, a adoração pública não-calvinista era proibida na época. E embora não seja o único lar holandês com uma igreja escondida, é notadamente a mais bela.

Anne Frank Huis

É um dos únicos museus em Amsterdã que você terá que ficar na fila, mas vale muito a pena! A espera acaba funcionando como uma preparação para conhecer o sótão onde Anne Frank e sua família se esconderam durante a época em que a Holanda foi ocupada pelos nazistas. Além de ter acesso à exposição que detalha a perseguição na época da guerra.

Dica: programa-se para fugir das longas filas! O ideal é comprar o ingresso antecipado assim que sua viagem estiver definida. Não raro, é possível que mesmo com meses de antecedência já não haja ingressos disponíveis para compra.

Museu Van Gogh

Com mais de 1.400 obras de Vincent Van Gogh, incluindo mais de 200 pinturas, este é o museu mais visitado da cidade. Irônico, considerando que o artista só obteve sucesso postumamente. Se ver as pinturas icônicas de girassóis do artista estiver em sua lista de desejos, esse local não pode faltar no seu roteiro. Mas também vale a pena uma visita para aprender mais sobre a tumultuada vida privada de Van Gogh e descobrir suas obras menos conhecidas.

Casa de Rembrandt

A casa foi construída em 1606 em dois lotes contíguos em um bairro diverso, lar de muitos artistas e do Bairro Judeu da cidade. Em 1911, após uma completa restauração, o Museu foi aberto ao público. Trata-se de uma interessante reconstrução do cotidiano do pintor, seus aposentos e sua oficina. Por isso, o Rembrandt House Museum pode ser interessante para pessoas que querem saber mais sobre a vida do famoso pintor, seu trabalho gráfico e sobre a Idade de Ouro holandesa.

O Amsterdam Rembrandt House Museum é uma reconstrução dos quartos de Rembrandt e de sua oficina. Os móveis e objetos da época são cuidadosamente apresentados juntamente com as estampas, esculturas e algumas pinturas de outros artistas da época de Rembrandt. Uma coleção de quase todas as impressões do artista e as técnicas gráficas que ele usou também compõem o acervo do museu.

Heineken Experience

Os fãs da famosa cerveja Heineken podem ver em primeira mão o processo de fabricação de cerveja em Amsterdã. Esta cervejaria histórica, construída em 1867, foi a principal instalação cervejeira da empresa até 1988.

A cervejaria abriu suas portas ao público em 1991 e permitiu que os visitantes visitassem o edifício. Na época era conhecido como “Heineken Treat e Centro de Informações”. Com o tempo, a atração cresceu e se tornou um dos pontos turísticos mais populares de Amsterdã. Em 2001, o nome foi alterado para “Heineken Experience”.

Lá também é possível conhecer a história da cervejaria e como seu fundador, Gerard Adriaan Heineken, sucedido pelo neto Freddy Heineken, transformaram a pequena cervejaria de Amsterdã em uma das marcas mais conhecidas no mundo.

Ao visitar a Heineken Experience espere gastar, aproximadamente, uma hora e meia em seu interior. O passeio é autoguiado para que os visitantes possam se movimentar em seu próprio ritmo. Todos com menos de 18 anos devem estar acompanhados por um adulto. O museu atrai grandes multidões, então, planeje uma visita antecipada.

 

Visitar Amsterdã é uma experiência única não só pelo estilo diferenciado, mas também por toda arte e cultura que a cidade proporciona! Converse com os agentes da Vai Pro Mundo e programe sua viagem para Amsterdã!